sábado, 16 de janeiro de 2021

Proventos Recebidos - Dezembro de 2020

Último mês de proventos do ano de 2020. Foram acima dos mil pelo menos. Tem algumas empresas que não pagaram quase nada em 2020. Muitas por causa da pandemia, mas uma empresa que já estou de olho e que pode sair da minha carteira é a Ambev, pois cada ano os proventos estão diminuindo.

Os proventos representam 8,71% dos meus aportes no total. E cada dia que passa esse valor vai aumentando. Vai chegar uma hora que isso vai ser maior do que meus aportes de dinheiro novo.

A minha meta de proventos para 2020 foi de 16k e não foi batida. Pelo menos bati os proventos recebidos em 2019 por quase 10%.

Aos poucos meus proventos vão aumentando. Sempre é bom manter o foco e continuar aportando firme, pois para atingir a IF com aportes medianos o caminho é mais longo e leva um bom tempo.

Como há variações de pagamentos nos meses. O meu foco é mais no crescimento anual. E isso está ocorrendo muito bem. Também devido ao meu aumento de patrimônio com aportes constantes.

Proventos Detalhados


Proventos de Dezembro: R$ 1.006,26
Proventos Totais ano 2020: R$ 11.854,66

Proventos Totais: R$ 32.678,10

Progresso dos proventos mensais e anuais em gráfico 




Os proventos são reinvestidos todos os meses como o objetivo de formar a bola de neve.

Atenciosamente,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Metas para 2021

 


O ano de 2020 foi um ano que não podemos esquecer. Foi ruim em relação à saúde, pois foi um ano que muitas vidas se foram devido a pandemia. Pelo lado financeiro pela minha parte foi um ano razoável.

2020 foi um ano onde podemos tirar vários aprendizados, por exemplos, a importância de ter uma grana de reserva, ter boa saúde. E muito mais importante, saber em quem votar. Foi um ano onde muitos aspirantes a ditadores apareceram.

Não cheguei a bater todas as minha metas, porém fiquei muito próximo de batê-las. Veja aqui as metas de 2020 comentadas.

Veja abaixo as metas para 2021.
  • Aportar pelo menos 65% da minha receita líquida anual.
  • Atingir 550k em investimentos. Colocar meta de patrimônio é complicado, pois estou sujeito ao mercado, mas daqui para frente vou colocar essa meta, pois isso faz com que eu me esforce mais.
  • Obter pelo menos 20k de proventos.
  • Continuar lendo livros. No mínimo 24. Sendo no mínimo 2 em inglês, 2 em espanhol e 1 em francês.
  • Continuar estudando inglês e francês.
  • Continuar correndo 3x por semana. E, fazendo flexões, agachamento e abdominais. 
  • Fazer pelo menos uma postagem por semana neste blog.
  • Fazer uma viagem aqui dentro do Brasil.
  • Continuar a tocar violão.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Atualização do Patrimônio Financeiro - Dezembro de 2020: R$ 414.962,13

Último fechamento do ano de 2020. Esse mês a bolsa subiu muito e meu patrimônio também. Não foi igual em novembro, mas a recuperação foi legal. A rentabilidade do ano ficou no negativo, faltou pouco para ficar no positivo, mas pelo ano que foi está bom demais. 

No ano de 2020 eu comprei muitas ações na pandemia e poucos FII's. Creio que a partir deste ano de 2021 receberei mais proventos e crescimento de patrimônio conforme as ações se recuperem.

A meta era bater os 500k no ano de 2020, mas não foi possível. Então, se eu fechasse com 400k já estaria bem. Essa meta foi batida com folga. Na próxima postagem falarei das metas deste ano.

Eu consegui aportar um valor ótimo devido aos meus gastos terem baixados. Por exemplo, não pago mais aluguel.

Geralmente os proventos que recebo, eu só reinvisto no próximo mês, por exemplo, o deste mês só em fevereiro.

O aporte do mês de dezembro foi em ações.

Salário Líquido:  R$ 11.040,10
Proventos:  R$ 1.006,26
Receita Líquida Total:  12.046,36

Aporte em ações:  R$ 11.128,00
Aporte em FII's:  R$ 0,00
Aporte Total: R$ 11.128,00



Rentabilidade detalhada

Ações: 7,08%
FII: 1,57%

A evolução do patrimônio segue firme. Com aportes constantes, reaplicação dos proventos e rentabilidade, a evolução do patrimônio está indo bem.

Hobbies 


Estou seguindo firme nas flexões e abdominais e corridas. 

Esse mês toquei pouco violão e li alguns livros.

Os estudos de idiomas (inglês e francês) estão em ritmo bom. 

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

PGBL ou VGBL: Qual a melhor opção de Previdência Privada?

Autora: Julia Stano De Luca

Imagem Unsplash

Quando se fala em Previdência Privada, a maioria das pessoas tende a pensar que é somente um tipo de aposentadoria privada. Em outras palavras, muita gente ainda acha que este investimento é similar ao INSS, a tradicional previdência oficial.

Contudo, este produto financeiro vai muito além do que apenas garantir um complemento - ou mesmo um substituto - para a aposentadoria oficial, pelo INSS.

Como já estávamos comentando, adquirir um plano de Previdência Privada é investimento. E podemos dizer isso porque este produto financeiro serve para concretizar muitos outros objetivos, além de uma aposentadoria confortável. A gente dá ideias de como usar o dinheiro, após o resgate:
  • Aposentadoria confortável;
  • Compra de um imóvel;
  • Pagamento dos estudos dos filhos;
  • Abrir um negócio próprio e empreender.
Ou seja, após a fase de acumulação (conforme o investidor aporta o valor acordado mensalmente), é hora da fase de resgatar. E nessa fase é que ele irá optar pela tradicional aposentadoria, se optar por receber os valores por mês, como se fosse um salário; ou resgatar o valor integral, podendo realizar algum dos outros sonhos, como os do exemplo acima.

Aí, antes de contratar um plano, chega o momento de decidir qual a melhor opção de Previdência Privada: PGBL ou VGBL.

Sim, é que existem estes dois tipos de planos, e a maior diferença diz respeito ao Imposto de Renda, especialmente porque a Previdência Privada é uma despesa dedutível, ou seja, ela pode abater da base de cálculo para a hora de encontrar o valor a ser pago para a Receita Federal.

Antes de prosseguir com a leitura, vale lembrar que somente o investidor poderá decidir qual o melhor plano para ele, uma vez que ele terá que ponderar qual se adequa melhor às suas necessidades. Não tem resposta errada, o que interessa saber, desde já, é que vale a pena investir num plano de Previdência Privada.

PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre)


É o plano mais indicado para quem costuma declarar seu Imposto de Renda pelo modelo completo, pois é possível conseguir o abatimento de até 12% da renda tributável anual, desde que o investidor também contribua com a previdência oficial. 

Vale lembrar, também, que, no momento do resgate, apesar de acontecerem estas deduções ao longo dos anos, o Imposto de Renda devido será cobrado. 

VBGL (Vida Gerador de Benefício Livre)


Já quanto ao plano VBGL, a indicação é para os contribuintes que são isentos de declararem os seus Impostos de Renda ou que o fazem pelo modelo simplificado, porque não há incidência de Imposto de Renda sobre os aportes, apenas sobre o rendimento. 

O termo "Vida", na sigla, indica relação quanto ao patrimônio do investidor, ou seja: este plano permite que se possa incluir beneficiários, sendo que, portanto, em caso de morte, o benefício não integra o espólio e o resgate dos valores fica mais acessível.

Outros aspectos a serem considerados: as taxas de administração, a idoneidade da empresa a ser contratada, qual a taxa de juros para rendimento dos seus aportes o plano oferecerá. 

Com todos estes dados na mão é só tomar a decisão de onde adquirir o produto, pois você, agora, já conhece quais as diferenças entre PGBL e VGBL e pode realizar uma escolha consciente, focando na realização dos seus sonhos. 

Quer aprender como declarar previdência privada no IR? Clique aqui.
Leia Mais ››

sábado, 26 de dezembro de 2020

Comentado as metas de 2020

 

Todos os anos eu defino minhas metas. Abaixo eu comentei as metas que eu defini para este ano (2020).

Minhas metas geralmente são continuações dos anos anteriores. Claro, eu acrescento algumas a mais, mas não muito.

1. Aportar pelo menos 70% da minha receita líquida anual.

Infelizmente eu não consegui aportar 70% das minhas receitas líquidas este ano. Consegui aportar cerca de 68%. Não consegui bater a meta, mas pelo menos fiquei perto. Foi praticamente igual ao ano de 2019, mas nesse ano consegui aportar bem mais. 

2. Atingir 500k em investimentos.

Infelizmente eu não consegui bater esta meta. Colocar meta de patrimônio é muito complicado. Falei isso quando a escrevi aqui. Poderia ter batido caso o vírus chinês não tivesse colocado o mundo de quatro. E claro, o prejuízo que levei de 40k do negócio do Boi Gordo com meu irmão.

3. Obter pelo menos 16k de proventos.

A pandemia afetou praticamente tudo e mais uma meta não batida. Pelo lado bom foi que eu comprei muitas empresas na queda e creio que no futuro serei beneficiado.

4. Continuar lendo livros. No mínimo 24. Sendo no mínimo 2 em inglês e 2 em espanhol.

Li 39 livros. Eu li apenas 1 livro em inglês, mas li muitas postagens de blogs americanos e espanhóis. Não consegui bater a meta dos livros estrangeiros. Tenho que rever isso e focar mais.

5. Continuar estudando inglês e espanhol. 

Continuo estudando inglês e espanhol. Esse último com menos intensidade, apenas leio, vejo vídeos e filmes. Já no inglês leio, vejo vídeos e filmes, mas não pratico conversação. 

Preciso praticar conversação em inglês, mas fico procrastinando. Conversação vai ser uma meta para 2021. 

Eu tinha parado de estudar francês, mas voltei. Tive muito tempo nesta pandemia e resolvi voltar. Os estudo estão bem intensos e daqui a uns anos pretendo ficar fluente neste idioma.

6. Continuar correndo 3x por semana. 

A pandemia travou um pouco e fiquei sem correr por volta de 2 meses, apenas fazia caminhadas, pois eu não corro com máscara. Quando abriram os parques eu voltei a correr sem máscara em horários que tinha pouca gente frequentando.
Vou colocar que esta meta foi batida, já que não deixei de praticar exercícios.

7. Fazer pelo menos uma postagem por semana neste blog.

Na média eu fiz uma postagem por semana. Houve semana que não escrevi nada, mas no geral foram pelo menos 4 postagens por mês.
 
8. Fazer uma viagem aqui dentro do Brasil.

Eu fiz uma viagem para Guarapari - ES. As praias são boas, mas a água não é tão quente como a do nordeste. Fiz em março. Quando estava lá a OMS decretou pandemia. Tive sorte, pois no dia que cheguei em Brasília era o último dia que o aeroporto estaria aberto.

9. Aprender a tocar e cantar no mínimo 10 músicas no violão.

Meta não batida. Aprendi apenas uma música nova. Meu tesão pelo violão acabou, antes tocava todos os dias, hoje toco poucas vezes ao mês. Muito triste isso, irei tentar pegar o hábito de tocar.

É isso. Eu não consegui bater todas as minhas metas, mas passei raspando quase todas as que não bati, exceto a 2, 3 e 9. 

Uma coisa que não falei aqui é que acabei juntando-me com a minha namorada. É pessoal, agora estou comprometido. Não casei no papel, mas juntar os panos é praticamente um casamento. A mulher está grávida de uma menina. A previsão para nascer é no meio do ano de 2021.

O lado bom é que a mulher é gente boa e tem mais patrimônio do que eu. Creio que os aportes não vão diminuir, acho que vão aumentar, já que não pago aluguel.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

sábado, 19 de dezembro de 2020

Proventos Recebidos - Novembro de 2020

Dessa vez os proventos se superaram. Foi a quantia maior recebida do ano. Essa quantidade foi porque a Taesa pagou muito. Demorei virar sócio da empresa, mas agora ela já faz parte de uma boa porcentagem na minha carteira.

Os proventos representam 8,75% dos meus aportes no total. E cada dia que passa esse valor vai aumentando. Vai chegar uma hora que isso vai ser maior do que meus aportes de dinheiro novo.

A minha meta de proventos para este ano é de 16k e não vai ser batida. Pelo menos já bati os proventos recebidos do ano passado. Creio que 2021 receberei muito proventos.

Aos poucos meus proventos vão aumentando. Sempre é bom manter o foco e continuar aportando firme, pois para atingir a IF com aportes medianos o caminho é mais longo e leva um bom tempo.

Como há variações de pagamentos nos meses. O meu foco é mais no crescimento anual. E isso está ocorrendo muito bem. Também devido ao meu aumento de patrimônio com aportes constantes.

Proventos Detalhados


Proventos de Novembro: R$ 1.658,05
Proventos Totais ano 2020: R$ 10.848,40

Proventos Totais: R$ 31.671,84

Progresso dos proventos mensais e anuais em gráfico 




Os proventos são reinvestidos todos os meses como o objetivo de formar a bola de neve.

Atenciosamente,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

Como será nossa vida quando formos velhos?

Existem pequenas decisões no presente que, embora pareçam sem importância para nós, têm um grande impacto em nossas vidas futuras. Vivemos tão rápido que mal temos tempo de parar para tomar consciência do nosso dia a dia.

O que está acontecendo? Bem, você vê, muitas vezes vejo quantas pessoas vivem absolutamente como se não houvesse o amanhã, sem pensar por um momento o que será delas no futuro, ou as consequências do que fazem.

Em geral, mas acima de tudo também do ponto de vista financeiro. Fico impressionado com certos comportamentos e crenças de pessoas de meia-idade, que estão absolutamente convencidas de que serão capazes de viver confortavelmente quando forem velhas. E não exatamente porque estão economizando muito para a velhice. Mas sim, o oposto. Eles acreditam que alguém ou algo estará lá para pagar suas contas.

Existe uma negação total da realidade. Pessoas que relutam em aceitar a prova, de que por mais que a gente queira, o Papai Estado, não vai poder continuar pagando aposentadoria em 15 ou 20 anos. É impressionante que a maioria acredita nessa pirâmide (previdência) do Estado.

Alguém vai consertar, alguns dizem. Eles vão pagar por isso emitindo mais dívidas, outros falam. Realmente, parece um problema tremendo os da minha geração e a geração de jovens que vem depois acreditar nisso.

Não estamos preparados para viver 100 anos. É algo totalmente novo que nenhuma sociedade enfrentou no passado. Apesar das doenças, que não têm cura, mas se tornam crônicas, você vive mais. Mas não necessariamente melhor.

O que será de nós quando ficarmos velhos? Eu me pergunto, ao ver como cada vez mais e ao meu redor, mais pessoas decidem viver uma vida independente sem filhos. Cada vez mais individualistas e com relações mais efêmeras e superficiais.

A situação de alguns idosos hoje é dramática. Apesar de uma vida de esforço, sacrifício e poupança, muitos chegam à velhice com problemas de saúde e encontram-se na necessidade de ingressar em um asilo, porque seus filhos, que estão muito ocupados, não podem ou não querem cuidar de seus pais.

E em poucos anos, pagando entre R$ 2.000,00 e R$ 4.000,00 por mês de asilo, esses idosos acabam quase na ruína, desperdiçando todos os seus ativos financeiros e sendo obrigados a hipotecar ou vender sua casa, enquanto seus filhos olham para o outro lado. E eles apenas os visitam de vez em quando.

Envelhecer e com dinheiro não é necessariamente melhor. Conheci casos infelizes. Idosos solteiros ou viúvos, que após acumularem uma riqueza significativa, acabaram por ser admitidos em residências para idosos a pedido dos seus sobrinhos, ao mesmo tempo que requeiriam a incapacidade do tribunal para gerir e se apropriar dos seus bens.

É muito triste ver a falta de dinheiro da família e como o velho ainda é capaz, ele se resigna impotente, vendo as intenções das pessoas que ele acreditava que o amavam.

Outras vezes, é ainda pior. E os próprios administradores das residências são os que se apropriam do dinheiro dos idosos indefesos, que não têm mais quem cuide deles para o bem ou para o mal. E isso, se ninguém consertar, vai acontecer com mais frequência nos próximos anos.

Às vezes me surpreendo com a natureza humana, o caráter e a falta de valores que alcançamos. Espero que esteja errado, mas não parece que a sociedade será muito melhor quando ficarmos velhos do que é agora.

Assusta-me pensar como será o mundo daqui a três décadas. Com uma população de quase 10 bilhões de pessoas em todo o mundo, a demografia explodirá na Ásia e na África em comparação com as regiões desenvolvidas de hoje, como a Europa, onde haverá cada vez mais e menos crianças nascendo.

Guerras pelo controle da água, migrações climáticas, novas doenças e um mundo totalmente conectado pela tecnologia, onde praticamente não haverá privacidade.

Muitas vezes, a realidade é mais estranha que a ficção. E às vezes nossos medos e pesadelos tomam forma e ganham vida própria. Haverá um holocausto nuclear? Vamos criar uma superinteligência artificial que ameaçará a humanidade?

A transformação do mundo em que vivemos, pode sofrer uma aceleração exponencial, o que nos faz assistir a mudanças importantes no espaço de uma vida, aquela outra era do homem, que levou séculos em comparação.

Pensar em como será nossa vida quando ficarmos velhos é algo que pode ser emocionante e ao mesmo tempo assustador. No entanto, não podemos nos deixar levar e temos que assumir a responsabilidade conjunta por aquelas questões que podem ter um grande impacto em nosso futuro e que está em nosso poder mudar ou decidir.

O dinheiro é e será importante em nossas vidas presentes e futuras, a menos que cheguemos a um cenário Mad Max (filme) pseudo-apocalíptico em que o capitalismo deixe de fazer sentido. Mas sempre me lembro que as coisas mais importantes da vida, na maioria das vezes, não custam dinheiro. 

Portanto, vamos aproveitar a simplicidade e pensar que cada dia é uma dádiva. Porque incerto ou não, ninguém está certo do amanhã. Aproveite o seu tempo da melhor maneira que você conhece e as circunstâncias permitem. Porque essa é a nossa verdadeira riqueza.

Esta postagem foi traduzida e adaptada. Quem tiver interesse em ler a original clique aqui.

Abraços,
Cowboy Investidor

Leia Mais ››