segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Meu maior erro financeiro

 

Eu nunca cometi muitos erros financeiros durante a minha vida. Desde que comecei a ter dinheiro cometi poucos erros financeiros. Sobre investimento mal feito em ações eu não conto, pois considero como aprendizagem. Cometi pouco e quase não impactou nada na minha carteira.

Financiamento de carro


Quando entrei no serviço público há 5 anos eu não juntei toda a grana para comprar o carro e decidi financiá-lo. Foi apenas "20 parcelinhas" de mil e poucos mais uma entrada. No total eu paguei quase 35k. Pelo menos eu não fui mais burro em financiar um carro novo.

Eu sempre fui pé no chão, mas quando entrei no serviço público com um salário 3x mais ao anterior eu me empolguei, não juntei toda a grana para a compra do veículo e ansiedade me fez pagar juros para o banco.

Eu fiquei com esse carro por 2 anos e decidi vendê-lo, pois ele ficava mais na garagem. Na época o vendi por 23,5k. Bem abaixo do valor que era por volta de 28k. Aqui eu nem estou colocando os custos que tive. Para quem quiser saber mais clique aqui sobre a postagem que fiz sobre a venda do carro.

A lição que eu tiro disso é:  não vale a pena financiar. Junte dinheiro primeiro e depois compre. Vejo muitas pessoas financiarem carros e pagarem um absurdo de juros. No meu ponto de vista só vale a pena financiar se for extremamente necessário. E que muita das vezes não é. Muitos compram para status.

Uma outra lição que tiro é que não se empolgue quando seu salário dar um salto muito grande. Eu comprei esse carro mais pela empolgação. Deveria ter juntado a grana primeiro. Depois de alguns dias vi que tinha feito besteira. 

Ah! Quase ia me esquecendo. Se eu considerar o investimento Boi Gordo como meu maior erro financeiro. O qual gerou uma novela mexicana no início deste ano. Logo esse que eu descrevi não é nada. 

Qual foi o seu maior erro financeiro?

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Proventos Recebidos - Janeiro de 2020

Primeiros proventos do ano de 2020 vieram muito bom. Acredito que este ano irei receber muito devido a minha exposição maior em empresas boas pagadoras de dividendos. Também estou aumentando a minha posição em FII's.

De agora em diante os proventos estarão detalhados. Ou seja em ações e FII's.

Aos poucos meus proventos vão aumentando. Sempre é bom manter o foco e continuar aportando firme, pois para atingir a IF com aportes medianos o caminho é mais longo e leva um bom tempo.

Como há variações de pagamentos nos meses. O meu foco é mais no crescimento anual. E isso está ocorrendo muito bem. Também devido ao meu aumento de patrimônio com aportes constantes.

Proventos Detalhados


Proventos de Janeiro: R$ 1.475,04
Proventos Totais ano 2020: R$ 1.475,04

Proventos Totais: R$ 22.298,48

Progresso dos proventos mensais e anuais em gráficos       




 Os proventos são reinvestidos todos os meses como o objetivo de formar a bola de neve.

Atenciosamente,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Cuidados ao investir com pouco dinheiro

Eu sou a favor em começar a investir com pouco dinheiro. Ter o hábito de poupar é saudável para toda pessoa. Quem tem esse hábito fica muito triste se algum mês não puder investir. Isso não aconteceu comigo depois que comecei a investir de verdade.

Umas das coisas que podem atrapalhar quem investe por volta de R$ 1000,00 ou menos são as cobranças de Ted/Doc e corretagem. Felizmente hoje você pode se livrar dessas duas cobranças. Há bancos que não cobram por transferências e corretoras que a corretagem é zero. 

Estou falando de investimentos em Renda variável que geralmente é cobrada corretagem, mas algumas corretoras já não cobram mais para negociar FII's e Tesouro Direto. E se pesquisar um pouco é possível encontrar as que não cobram nada para negociar ações, por exemplo, a Clear.

Um exemplo de uma pessoa que poupa R$1000,00 ao mês para investir em ações durante 1 ano tendo 1% de aumento ao mês.

Na 1ª simulação é sem cobranças, na 2ª, é com uma cobrança de R$ 10,00 e na 3ª, duas cobranças de R$ 10,00 (transferência e corretagem). Eu não considerei despensas como emolumentos e impostos nessa simulação.   




Como pode-se ver. Se pagar apenas R$ 10,00 a diferença no montante final é de 12.682,40 - 12.555,61 = 126,39. Já nas duas cobranças é de 12.682,40 - 12.428,76 = 253,64. Esses números não parecem muito para quem aporta muito, mas para quem investe pouco é uma boa grana. 

Na minha opinião é não deixar de investir e procurar pagar menos por taxas. E claro, procurar aumentar a renda através de empreendedorismo, formação melhor, concursos, etc.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

sábado, 1 de fevereiro de 2020

Atualização do Patrimônio Financeiro - Janeiro de 2020: R$ 353.158,34

Primeiro fechamento do ano. O mês de janeiro a bolsa começou andando de lado, mas depois começou a despencar e fechou o mês no negativo e minha carteira a acompanhou. A carteira de ações não caiu tanto, mas os FII's caíram muito. Bom que o preço melhorou já que estava muito caro em relação aos rendimentos.

O aporte desse mês foi bem alto. Isso é devido ao recebimento de minhas férias e adiantamento do 13º. Geralmente o mês de janeiro meu aporte é alto em comparação aos outros meses.

No momento estou exposto a renda variável. Cerca de 98%. Durante os 4 anos que invisto a minha carteira oscilou muito tanto para baixo quanto para cima, e no geral a rentabilidade está indo bem. Algumas ações fizeram minha carteira cair muito no início, mas hoje elas não fazem isso devido ao pouco peso que tem.

Uma ação que carrego desde 2016 que às vezes penso em vendê-la é a Ambev. É uma empresa boa, a receita aumenta, mas a receita vem caindo e o lucro líquido o acompanha. Isso já há 5 anos. Com isso o ganho com dividendos e rentabilidade (essa não sai do lugar há muito tempo) é quase nada.

O aporte do mês de janeiro foi em ações e FII.

Aporte em Ações: R$ 14.391,60
Aporte em FII: R$ 1.560,32
Aporte Total: R$ 15.075,92




Rentabilidade detalhada

Ações: -1,44%
FII: -6,60%

A evolução do patrimônio segue firme. Com aportes constantes, reaplicação dos proventos e rentabilidade, a evolução do patrimônio está indo bem.

Hobbies 


Estou seguindo firme nas corridas, flexões e abdominais.

Participei da corrida de Reis aqui em Brasília-DF e foi bem interessante. Corremos na chuva. É a primeira vez que participo de uma corrida grande. Correram cerca de 16 mil pessoas. Como não tem pelotão fica um pouco ruim para quem é mais rápido. Como sou um amador razoável os "retardatários" atrapalharam um pouco. Da próxima vez vou ficar mais na frente.

Esse mês toquei pouco violão, mas a leitura de livros continua firme.

Os estudos de idiomas (inglês) estão menos intenso. Porém, estudo todos os dias um pouco.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Oportunidades Disfarçadas


Eu falei em uma postagem anterior que iria começar a fazer algumas indicações de livros que li e que gostei. Hoje o livro a ser indicado é o livro "Oportunidades disfarçadas" de Carlos Domingos.

Esse livro conta várias histórias de pessoas que encontraram oportunidades disfarçadas em muitas coisas, por exemplo, nas crises, na falta de recursos, nos problemas pessoais, no sofrimento, nos fracassos. O livro "Oportunidades disfarçadas" já é um pouco antigo, mas o que está escrito nele é atemporal. Tem o "Oportunidades disfarçadas 2". Esse já é bem atual e também indico a leitura.

Abaixo há algumas linhas retirada do livro.

Oportunidades disfarçadas na falta de recursos


O americano Thomas Sullivan andava bastante preocupado. Como distribuidor de chá, ele enviava latinhas com amostras do produto para os clientes experimentarem. Acontece que o preço do metal não parava de subir, o que o impedia de continuar utilizando as latinhas como amostras grátis. Se não encontrasse um substituto rapidamente, Sullivan sabia que se seu negócio poderia ir, literalmente, por água abaixo.

Depois de considerar vários materiais, ele chegou à seda chinesa. O tecido se mostrou adequado porque, além de mais barato, mantinha o chá fresco e respirando. Para os fregueses não perceberem que o objetivo da troca era economizar, Sullivan teve o cuidado de mandar costurar os saquinhos à mão.

Ao enviar as primeiras embalagens, surpresa: os pedidos aumentaram. E vários clientes o parabenizaram pela nova e revolucionária técnica de preparo do chá. “Como assim?”, pensou Sullivan. Ele só tinha substituído a latinha pela seda. Após falar com alguns compradores, ele finalmente entendeu o que havia ocorrido: as pessoas pensaram que era para mergulhar o saquinho de seda diretamente na água quente. O método era mais prático do que o usual, porque dispensava o coador e não fazia sujeira. 

Depois de esclarecer o mistério, o comerciante passou a explicar marotamente aos amigos de onde viera sua inspiração: “Percebi que a forma tradicional de preparar chá era muito trabalhosa, por isso criei essa.”

Atualmente, os fabricantes produzem os sachês em materiais ainda mais baratos, como o papel-filtro. E o mercado de bebida por infusão não para de crescer.

Oportunidades disfarçadas nos fracassos


A secretária britânica Joanne tinha como hobby escrever histórias infantis nas horas vagas. Quer dizer, não apenas nas horas vagas: mais de uma vez, foi flagrada redigindo os textos no trabalho mesmo. Depois de ser advertida seguidamente pelo patrão, ela foi demitida. O golpe veio agravar uma situação que já ia de mal a pior: Joanne havia acabado de se separar, tinha uma filha pequena para cuidar e fora diagnosticada como portadora de depressão crônica. Chegara até a cogitar o suicídio.

Para se distrair, a britânica decidiu colocar todo o seu estresse, frustração, depressão e medo nas histórias infantis. Durante meses, frequentou cafés de Londres, onde conseguiu finalizar seu primeiro livro: Harry Potter e a pedra filosofal. Atualmente, a ex-secretária Joanne Kathleen Rowling, ou simplesmente J. K. Rowling, como ficou conhecida, é a mulher mais rica do Reino Unido e a escritora mais bem-sucedida do mundo.

Se não tivesse fracassado como profissional e nas outras áreas de sua vida, Joanne teria descoberto sua verdadeira aptidão? De acordo com ela própria, não: “O fundo do poço se tornou a sólida fundação sobre a qual reconstruí minha vida.”



Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Você já pensou em investir em precatórios?


O que são precatórios?


Quando um órgão público é condenado pela justiça a pagar um valor por alguma ação judicial, essa dívida é chamada precatório. Ou seja, precatórios são títulos de dívida pública decorrentes de ação judicial. Por exemplo, após obter uma vitória judicial contra o Poder Público (Prefeitura, Governo do Estado ou Federal), a pessoa passa a ser detentora de um título, denominado precatório. 

O precatório, portanto, nada mais é que o reconhecimento judicial de uma dívida que o poder público tem com o proprietário do título.

Eu nunca vi o pessoal aqui da finansfera falando sobre esse tipo de investimento. 

Eu nunca investi nesse negócio, mas vejo que é um investimento muito rentável. Tem seus riscos, mas isso todo investimento tem. Claro que alguns são maiores. 

Para quem pretende investir é só acessar o site da Hurst Capital e lá você vai encontrar vários precatórios para investimento. Alguns chegam a 20% ao ano. Também você pode encontrar no site ou App Renda Fixa.

Para quem pretende saber mais sobre o assunto deixo aqui alguns links para leitura.


Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Biblioteca do Cowboy Investidor


Hoje eu inaugurei a biblioteca do Cowboy Investidor. Nela há alguns livros que eu já li e estou indicando. Quem deseja ler alguns deles é só clicar na imagem e será direcionado para o site Amazon. Com o passar do tempo irei atualiza-la. 

Clique aqui ou no menu "Biblioteca do Cowboy" para acessá-la.

Como falei aqui no blog. Eu já li muitos livros desde que desenvolvi o hábito de ler. Isso faz mais ou menos 5 anos. A partir deste mês eu irei fazer algumas resenhas dos livros que já li e gostei. Claro, a ideia é fazer dos mais interessantes.

Abraços,
Cowboy Investidor
Leia Mais ››