sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Os 7 pecados capitais do investidor

Investir não é tão fácil. Qualquer um pode comprar uma ação e especular. Você pode ir bem ou mal. O fato é que poucos conseguem obter resultados aceitáveis ​​a médio e longo prazo. O mercado costuma colocá-lo em seu lugar mais cedo ou mais tarde.

Há pessoas que ganham muito dinheiro investindo. Pessoas comuns. Eles têm um método e o mantêm. Mas acima de tudo eles aplicam o bom senso, por que a maioria deles não entende? Bem, muitos investidores sabem o que fazer, mas eles tropeçam continuamente nos mesmos erros. Alguns deles, os mais importantes, resumi nesta lista de pecados capitais do investidor. Certamente você já caiu em um deles de vez em quando.

1 - A ganância 

Consiste em querer ganhar muito dinheiro em pouco tempo. Esse pecado é o que faz você cair de vez em quando na tentação de investir naquelas ações que aparecem todos os dias nas listas de maiores valorizações do dia. Vendo valorizações de 20%, 30% ou às vezes mais de 50%, você constrói mansões no ar. Você fantasia sobre o que poderia ganhar se conseguir um desses aumentos e acaba investindo em um valor pequeno, o que acaba tendo um resultado desastroso.

2 - Impaciência

Há anos você comete erros e, embora já esteja convencido de que a chave do sucesso de seus investimentos é comprar bons títulos e/ou ações com visão de longo prazo, ao acumular uma boa valorização, você fica tentado a vender e receber esses lucros. Embora suspeite que as ações certamente continuarão subindo, você prefere realizar lucros por medo de perder o que ganhou. E você destrói aquele preço inicial pelo qual comprou aquela empresa extremamente desvalorizada, o que poderia ter gerado ganhos de capital muito maiores.

3 - A venda no pior momento. O poder do medo irracional

Você sabe muito bem que a economia é cíclica. E que de tempos em tempos há movimentos de certa profundidade nos mercados e ações. Às vezes, são quedas importantes e sustentadas ao longo do tempo. Outras vezes, é o ruído de curto prazo causado por uma notícia. Historicamente, nada impede que depois de um tempo tudo volte ao normal e o mercado se recupere. Mas quando tudo fica vermelho, isso acontece novamente. Você se pergunta se dessa vez será diferente e um medo irracional o invade, levando-o a vender tudo no pior momento. Já causando perdas irrecuperáveis.

4 - Excesso de ego. Acredita que é mais esperto do que os outros

Disseram a você que os mercados são complicados. Sempre houve pessoas que ficaram sem nada nas últimas crises. Você sabe que dinheiro pode ser perdido e que ganhar por muito tempo não é fácil. Que você tem que preparar, estudar, ler livros e estar sempre informado. Mas você começou a investir em um momento em que tudo aumenta. Não importa onde você coloque o dinheiro, as chances de sucesso são muito altas. Mas você acha que tem um dom para isso. Que você encontrou a chave e o que aconteceu aos outros não acontecerá com você. No final, chega uma crise que afunda os mercados. Você fica preso a valores ruins que resiste a vender porque não reconhece seu erro e acaba perdendo seu dinheiro. Você se justifica dizendo que a bolsa é um jogo em que só ganham os donos de cassinos, que também lidam com informações privilegiadas e você não quer saber de tudo isso de novo.

5 - Inconsistência e falta de compromisso

Você fez um plano. Você tinha um método. Você passou um tempo acompanhando os mercados e selecionando seus investimentos. Por um tempo funcionou, mas você rapidamente perdeu a atenção para outra coisa e ficou descuidado. A situação mudou e você não sabe mais onde estava ou por quê. Você o retomou e mudou o sistema. Você começou a investir com análise fundamentalista. Mas você se distraiu novamente. Você leu e agora que teve um filho, acha que a melhor coisa a fazer é ser indexado. Desta vez você acha que será o bom. Mas algo está errado. E no final você faz um balanço e depois de quinze anos, se você não tivesse feito nada, você teria ganhado da mesma forma e pelo menos não perdeu tanto tempo. 

6 - Ignorar os riscos. Persiga o último objeto brilhante

Você especulou com habitação e deu certo. Você colocou algum dinheiro na OGX, do qual conseguiu tirar um pouco antes de tudo estourar. Você foi capaz de investir em ouro físico quando ele era barato. Você comprou o Facebook após o IPO, quando as ações caíram. Você investe em fundos de valor com retornos de mais de 15% e com baixa volatilidade. E agora que? Você tem uma grande parte do seu dinheiro preso em criptomoedas perdendo mais de 50% e um intermediário que lhe disse que poderia vender sua posição, enganou você e roubou seu dinheiro. No final das contas, o último investimento em moda sempre encontra o dinheiro de alguns incautos ou inconscientes. Perseguir o último objeto brilhante, ignorando os riscos, pode levar à ruína.

7 - Inveja. Atrás dos preços 

Seu vizinho disse que comprou um carro novo com o que ganhou na bolsa. Você ouviu seu cabeleireiro falar sobre algumas ações que dobraram com as quais ele ganhou um bom dinheiro e que não param de subir. Você também foi ao seu banco e seu consultor mostrou-lhe uma série de opções de fundos nos quais investir e que tiveram retornos de dois dígitos nos últimos anos. Você não aguenta mais e, no final, se joga como todo mundo. Você já está dentro. Depois de tudo que foi dito a você que a tendência do mercado é sua amiga e agora é altista, então o que importa se o mercado está supervalorizado ou não? Em pouco tempo, os preços mudam e caem. Bem, vai subir, diga a si mesmo. É apenas uma pequena correção. Mas continua caindo. Uau, é mais sério do que parece. Eu vou esperar. O fim da história você já conhece. Correr atrás dos preços é sempre uma má ideia.

Por trás de todos esses pecados capitais do investidor, estamos todos nós. No final, não somos tão racionais quanto pensamos. As emoções muitas vezes nos pregam peças e agimos por impulso. São atalhos mentais com os quais tomamos decisões rápidas, mas que têm graves consequências para a sua economia. Você é seu pior inimigo como investidor. 

Leia a postagem original clicando aqui.

Abraços,

Cowboy Investidor

16 comentários :

  1. Desses 7 só caí no item 2. Algumas vezes por sinal kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sr. D.

      Acredito que todo mundo caí. O importante é aprender com os erros.

      Abraços!

      Excluir
  2. Eu ainda não caí em nenhum desses..mas estou completando esse mês o primeiro aninho de investidor, hahaha, vamos ver com o tempo como será! xD

    Abraço!
    https://engenheirotardio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, ET.

      Que bom. Agora é ficar esperto para não cair.

      Abraços!

      Excluir
  3. Í rapaz!

    Eu quase cometi o pecado n.º 2 com a Weg, em 2020. Para um iniciante como eu, resistir o desejo de realizar o lucro não foi fácil, mas decidi seguir o plano. Hoje agradeço por ter ficado só no quase 😀.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PC.

      Eu também tenho Weg e está subido muito e não vendo.

      Abraços!

      Excluir
  4. Cowboy, muito boa essa postagem. Para mim, o pecado número 5 foi o que trouxe maiores aprendizado. Entender bem o motivo de comprar um ativo ajuda muito a segurar a bronca quando os preços caem, e forçam a seguir o plano mesmo quando tudo vai mal.

    Já comprei FIIs e ações somente porque tinha ouvido falar, e acabei vendendo com prejuízo ou vendendo muito cedo.

    Sucesso,

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, JD.

      Muito obrigado. Esse negócio de seguir os outros a gente só se ferra.

      Abraços!

      Excluir
  5. Qualquer investidor que quer ter sucesso deveria refletir sobre esse post.

    O grande segredo é reconhecer às próprias limitações e ser humilde no mercado.

    O problema é que a galerinha que tá chegando agora, tá querendo sentar na janela e acredita fielmente que é capaz de vencer o mecado.

    Abraços,
    Pi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PI.

      É verdade. Muita gente pensa que já sabe muito só porque acertou uma ação.

      Abraços!

      Excluir
  6. Eu acho que os itens 2 e 3 são os piores... eles se combinam e, quando em grande medida, são a ruína do sujeito....

    ResponderExcluir
  7. Cowboy Investidor,

    Excelente post!

    "Você se pergunta se dessa vez será diferente."
    Muitas vezes isso ocorre também com o excesso de confiança e otimismo, como você disse no item 6. Por isso, penso que é importante o questionamento sobre os motivos da compra e/ou venda.

    Boa semana,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rosana.

      É verdade. Sempre é bom questionar.

      Abraços!

      Excluir
  8. Fala Cowboy! Acho que o primeiro é sempre o pior, de ter essa ganância, ele leva para os outros se a pessoa não estiver preparada. Um abraço!

    ResponderExcluir