terça-feira, 29 de outubro de 2019

Devo tudo que consegui ao PT?


Os leitores deste blog sabe que eu nasci na zona rural em família pobre, mas que hoje está bem melhor em comparação aos anos anteriores.

Frequentemente eu ouvia muitos de parentes e colegas de trabalho (atual) que eu devo minhas conquistas ao PT (Partido dos Trabalhadores).

Eu estudei a educação básica e superior em instituições públicas. O ensino que paguei foi apenas um pré-vestibular. Na época que passei no vestibular (2005) já existiam cotas nas universidades públicas. Na época da inscrição para tentar uma vaga no curso eu me inscrevi para vagas "reservadas para escola pública". Nesse caso deveria comprovar os meus rendimentos e dos meus pais. Mesmo comprovando tudo, fui indeferido, ou seja, diziam que faltavam documentos necessários, mas isso eu descordo porque todos os documentos exigidos foram providenciados.

Como meu cadastro foi indeferido eu não ganhei desconto na inscrição e nem concorri através de cotas, logo eu concorri a vagas normais. Eu não passei da primeira vez, mas sim na terceira vez (dessa vez eu passei em 2 cursos). Todas os vestibulares foram concorrendo a vagas gerais e não a de cotas, pois eu desisti desse negócio de reservas de vagas e achava que tinha carta marcada (não tenho certeza, só minha opinião).

Por eu fazer um curso em universidade pública alguns parentes falaram comigo que eu tinha feito faculdade devido ao PT, logo eu os desmascarava dizendo que eu não passei por cotas (nada contra quem passou), mas sim por meus esforços e concorrendo nas vagas normais. Assim eles se calavam. 

Hoje eu trabalho em um órgão público e quando falo mal do PT os meus colegas petistas falam que eu estou trabalhando lá hoje por causa do PT. Isso não é totalmente mentira porque eu passei na época que eles estavam no poder, mas se fosse outro presidente eu também teria passado. Lula e nem Dilma me ajudou a fazer a prova, logo o mérito é meu e não de nenhum político corrupto.

O problema desse pessoal fanático pelo PT é que eles não veem mérito nos outros e que tudo que você conquistou foi por causa de obras dos políticos desse partido safado. Um absurdo que eu vejo hoje são cotas para concursos públicos. Eu tenho colegas que ganham 10k por mês e já tentaram essas cotas. Essas pessoas já são privilegiadas, por que elas precisam de cotas? Alias, eu sou contra todo tipo de cota. Foi até bom eu ser indeferido na época que tentei o vestibular, porque eu poderia ser a favor por se beneficiado por esse programa.

Mesmo quem foi beneficiado por cotas não deve nada ao PT ou outro a partido. O mérito é todo seu, pois se você não se dedicar não conquistará nada.

Abraços,
Cowboy Investidor

37 comentários :

  1. Quantos concursos públicos o FHC fez? Seu mal-agradecido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum. Quem fez foram os concurseiros kkk

      Excluir
    2. Olá, Anônimo.

      Eu não sei quantos ele fez. Acredito que nenhum.
      Acredito que você está certo, C.R.

      Abraços!

      Excluir
    3. Só da polícia federal foram uns 4 sob a batuta de fhc.

      Excluir
  2. PT o cacete. Mas devemos muito ao Dr. Paulo Maluf, este sim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.

      kkkkkkkkk. Cara, o pessoal de SP fala que esse bandido foi bom para SP.

      Abraços!

      Excluir
  3. Sabe o que é triste, Cowboy? A falta de respeito pela opinião dos outros. As pessoas estão mais preocupadas em falar de X ou de Y quando na verdade é a nossa sociedade, nossa cultura que está doente. Os políticos são apenas o reflexo do povo brasileiro. É o cara que joga o lixo na rua, o que furta um biscoito no mercado, aquele que sonega imposto ou o que da o troco errado na maldade. São esses que evoluem e depois vão encher os bolsos no planalto e cia. Eu votei e ainda voto no PT, mas isso não quer dizer que sou lunático ou que se alguém vier falar de benfeitorias de outros partidos eu não vou aplaudir. O país é democrático e as pessoas não sabem respeitar esse sistema político, infelizmente. A impunidade e a falta de honestidade reinam entre nós.

    Sobre o concurso, o mérito é e sempre será todo seu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, EI.

      Obrigado pelo comentário. Você é o primeiro petista consciente que "conheço". Você está certo. Os políticos são o reflexo da sociedade.

      Abraços!

      Excluir
    2. Professora Investidora30 de outubro de 2019 10:16

      Engenheiro Investidor:
      Sua última frase reflete minha opinião. A corrupção parece que está no nosso "sangue".

      Excluir
  4. Primeiro é que concurso publico é culpado pela crise do país e a desigualdade onde concursados ganham o dobro do que o privado no mesmo cargo. E nós pagamos por isso. Ai nas aposentadorias as regalias dos concursados não acabam mais (quem sabe agora melhora). Nada contra os concursados que aproveitam a oportunidade apenas mas o sistema é perverso e injusto.
    Enfim, culpado por isso é o governo, não importa qual partido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado! O justo seria 1 salário mínimo para TODOS! Mais do que isso é ganância e deve ser punida!

      Excluir
    2. Olá, Anônimos.

      No meu caso a aposentadoria é o teto do INSS, pois eu me enquadro na nova regra.
      Pois é, eu aproveitei o sistema e fiz concurso. Estou aproveitando isso para atingir a IF. Logo não precisarei de aposentadoria do governo. Mesmo sendo total ou o teto.

      Concordo contigo Anônimo 30 de outubro de 2019 09:45. Sou a favor do comunismo. Todos com o mesmo salário. (ironia).

      Abraços!

      Excluir
  5. "O problema desse pessoal fanático pelo PT é que eles não vê mérito nos outros e que tudo que você conquistou foi por causa de obras dos políticos desse partido safado."

    O correto aqui é (...) é que eles não veem mérito (...)

    "veem é a forma do verbo ver conjugado na 3.ª pessoa do plural do presente do indicativo: eles veem"

    ******

    "Por eu fazer um curso em universidade pública alguns parentes falaram comigo que eu tinha feito faculdade devido ao PT, logo eu os desmascaravam"

    O correto é: (...) logo eu os desmascarava"

    ****

    Um abraço do do Prof. Pasquale, fiscal da finansfera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é parte da mentalidade revolucionaria e do monopolio das virtudes.
      Só ignora essa gente e continua nos seus objetivos, discutir con eles nao leva a nada.


      (Foi mal pelos erros Prof. Pasquale).

      Excluir
    2. Obrigado por me corrigir. Preciso reler o texto antes de publicar. Espero que faça isso em outros blogs. kkkkkkkk

      Abraços!

      Excluir
    3. Olá, IS.

      É isso mesmo. É só um relato que já aconteceu. Eu não me importo mais com esse pessoal.

      Abraços!

      Excluir
  6. Concordo. Acho que vc deveria parar de perder tempo falando mal de PT com seus colegas de trabalho (ou com qualquer pessoa).

    Essas pessoas já ivnestiram o ego nessa merda de política, não vão ser convencidas a mudar de opinião, vc só se estressa e perde tempo, além de se expor a situações constrangedoras.

    Abraço do investidor concursado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, IC.

      Obrigado pelas palavras. Eu praticamente parei de ficar discutindo. Vi que não irei muda-los e nem eles irão me mudar.

      Abraços!

      Excluir
  7. Fala CI,

    A política e os políticos, como um todo, estão mergulhados em podridão, tudo o que fazem é com segundas intenções. Acredito que você nem deveria mais levar em conta essas porcarias que falam.


    Antes de reclamar de qualquer coisa, pense nos venezuelanos que fugiram para a Argentina. kkkkk


    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PM.

      Eu praticamente reduzi minhas discussões em 90%. Quase não falo mais sobre politica.
      Pois é, que má sorte desse pessoal.

      Abraços!

      Excluir
  8. Fala aí, Cowboy, blz?

    A maior aberração que eu acho são essas cotas em concurso para PPP, sendo que basta apenas autodeclaração.

    Eu poderia ser a favor se fosse para pessoas de baixa renda.

    No primeiro concurso federal que passei eram 5 vagas, porém uma para deficiente e outra para PPP,sobrando 3 para ampla concorrência.
    Eu passei pela ampla e a moça que passou para PPP era LOIRA, mas ela dizia aos quatro cantos que era parda, vai entender.
    Bastou essa autodeclaração para ela assumir um cargo que se concorresse pela ampla concorrência não chegaria nem perto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, IdS.

      Pois é, eu tenho um colega concursado que ganha 10k que tentou por cotas PPP. Ele foi classificado nas primeiras posições de pelo menos 2 concursos, mas ele não passou quando foi submeter se era pardo ou preto porque ele é branco e tem olhos verdes. Achei até engraçado ele tentar esse tipo de vaga. Acho que ele pensou: "Vai que cola".

      Acho um absurdo uma pessoa ganhar 10k e ainda poder se inscrever nesse tipo de conta. Deveria ser só para quem não tem condições conforme você falou.

      Abraços!

      Excluir
  9. Você estudou em universidade pública, hoje é servidor público, e não vê nenhuma correlação entre isso e as políticas implementadas pelo governo anterior? A política do atual governo é: diminuir ao máximo os concursos, não conceder qualquer reajuste. Com exceção, claro, dos militares e policiais.

    É cada um que adora cuspir no prato em que comeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estudei em uma universidade estadual que é antiga e não tem nada ligada a politica anterior.
      Concurso público sempre vai existir. Eu teria passado em um em qualquer governo.
      Os políticos são empregados do povo e, ninguém deve nada a eles, até mesmo as pessoas que recebem benefícios, pois esse dinheiro sai é do bolso dos contribuintes e não de conta bancaria particular de nenhum político.

      Abraços!

      Excluir
  10. Um outro "causo" que adoro contar é do meu primo que voltou do intercâmbio na Bélgica para o Brasil, e aqui entrou no bandwagon "anti-comunista".

    Na Bélgica ele ia pra escola pública, andava de transporte público de primeira, ia pra piscina comunitária!!! Tinha acesso a saúde de primeira - também pública. Um Estado com uma tributação pesada pra sustentar todas essas regalias.

    Chegando no Brasil a cabeça da pessoa sofre uma transmutação: bolsa-família é coisa de vagabundo. Não anda mais de transporte público. Pobre é tudo vagabundo. Pra que ciclovia, se eu tenho meu carro? Vou tentar universidade pública, mas se não passar vou repetir que são todos maconheiros.

    Aí volta pra Europa de férias e a cabeça sofre nova transmutação. É a vida do brasileiro classe média, que mora numa casa financiada em 30 anos, dirige um carro também financiado em 48 meses, mas acha que está por cima da ralé.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Renato.

      Isso aí já é de seu primo. Não compare ele a outros.

      Abraços!

      Excluir
  11. " Essas pessoas já são privilegiadas, por que elas precisam de cotas? " não precisam, mas como é fácil de usar vale a pena concorrer em mais de uma fila de aprovações
    afinal é tudo legal (de acordo com a lei)
    eu faria o mesmo, mas tb não acredito no PT

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Scant.

      Sim. É legal. No meu ponto vista nem deveria existir cotas.

      Abraços!

      Excluir
  12. Atualmente eu faço Direito em uma faculdade pública. É um curso bastante criticado pela saturação, mas creio que será útil porque tenho familiares na área e facilidade com o assunto. Eu usei cotas de escola pública. Se dependesse de mim cotas nunca existiriam, mas, se você não usar, alguém vai usar e roubar a sua vaga. É o que aconteceu com um amigo meu que é negro, prestou vestibular sem usar as cotas e se classificou, mas não entrou porque no lugar entrou outro negro que usou as cotas.

    Se não existisse faculdades públicas, eu provavelmente não faria faculdade. Mas por outro lado, devido a menor intervenção do governo na área, toda a sociedade seria beneficiada, pois os preços das faculdades privadas seriam menores e sobreviveriam apenas os cursos rentáveis e que tem empregos, valorizando os diplomas das faculdades.

    Com menor intervenção, a área dos cursos técnicos também teria preços menores e seria uma opção ainda mais atrativa do que já é para quem não pode pagar faculdade.
    Eu faria um curso técnico se não pudesse pagar faculdade e ganharia melhor do que as pessoas em cursos lixos que tem nas faculdades como jornalismo, filosofia, sociologia e etc. E o problema dos professores comunistas querendo promover o caos na sociedade e incitar revoluções seria menor sem as faculdades públicas.

    Sinceramente, eu não sinto nenhuma gratidão pelo governo e acho que esse sentimento é coisa de gado doutrinado pelo socialismo. Ele cobra impostos caros de todos nós para pagar esses serviços e ainda os fornece em pior qualidade que o setor privado ofereceria em livre mercado. Você sente gratidão pelo supermercado quando termina de fazer suas compras? Não, porque reconhece que ele simplesmente prestou um serviço que você pagou.

    Pegando o setor de saúde, por exemplo:
    No Brasil a saúde pública sofre com falta de médicos e medicamento, má alocação e desvio de recursos, todas características próprias do serviço público.

    Senão existisse o sistema público uma minoria de pessoas morreria: os azarados que tem doenças raras que são tratadas com medicamentos que custam milhões ao SUS, as pessoas tão deficientes que não conseguem trabalhar e não tiem família para sustenta-los e casos assim.

    Mas a sociedade como um todo seria beneficiada, com planos de saúde mais baratos, medicamentos mais baratos, hospitais privados com filas de espera menores e mais médicos e etc.

    Quem entende de economia sabe disso. Em um livre mercado uma minoria de inaptos perde para a maioria vencer.

    As pessoas citam a Europa e países nórdicos como exemplos de socialismo que deu certo. Mas não falam o quanto esse wellfare state empobrece a população restringindo o padrão de vida deles. E esquecem de falar que esse wellfare state tem data para falir e é o motivo de aceitarem tanta imigração em massa de mulçumanos na esperança que eles revertam as taxas de natalidade dos países e seus filhos trabalhem para sustentar o sistema de benefícios sociais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anônimo.

      Parabéns pelo excelente comentário. Concordo 100%. Foi o que fiz quando tentei concurso. Eu aproveitei do sistema. Você está certo. Se não for você vai ser outro.

      Abraços!

      Excluir
  13. Onde trabalho tbm a galera diz que estou lá por conta do PT, até entendo eles pq vou no governo do PT que a safra de concursos públicos foi aberta em maior quantidade. nos governos anteriores não teve ou em quantidade menor. Faço que nem vc, aproveito o cocurso que passei para alcançar minha IF, pena que comecei tem 1 ano e pouco, pq ou primeiros 6 anos vou como a maioria dos brasileiros que inflacionam suas vidas por conta do salário que vai aumentando.

    Um forte abraço

    Sniper

    BG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, SI.

      Pois é, esse pessoa é fanático. A melhor coisa é ficar calado.

      Abraços!

      Excluir
  14. Sou professor da rede federal e sofro todos os dias por ser favorável ao atual governo. Sofro até perseguições veladas mas nem ligo. Na realidade nem preciso trabalhar mais, pois já alcancei minha independência financeira mas dinheiro nunca é demais. Não temos que defender A ou B mas temos que defender a verdade e o que é certo. Para que o Brasil se modernize é necessários diminuir as regalias do funcionalismo público e não me vejo como vítima. Se você é funcionário público e achou que ficou ruim para você parta para a iniciativa privada e seja feliz. Funcionário público, em sua maioria, é sempre de esquerda, ateu, defensor do aborto entre outras coisas piores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, PDC.

      Pois é, concordo contigo. Há muitas mordomias para os servidores públicos, por isso que a maioria não gosta desse governo pois algumas dessas mordomias estão prestes a acabar.
      Aqui o pessoal fala para eu pedir exoneração. Olha o nível que chegou. Claro, eu vou pedir um dia, mas não no momento.

      Abraços!

      Excluir