quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Dance conforme a música


Eu vejo muitas pessoas reclamando da vida. Que a vida está difícil, que não tem dinheiro, que não tem emprego, que não arrumou um emprego na sua área de formação, ou seja, muitas reclamações. Eu era uma dessas pessoas, mas eu procurei mudar e aprender com os meus erros e comecei a dançar conforme a música.

Eu sai da zona rural para fazer um curso na área de tecnologia da informação (TI). Eu acreditava e todo mundo do meu convívio que fazer uma graduação te daria um bom emprego e que você se tornaria bem sucedido. Só que lá pelo meio do curso vi que toda aquela maravilha que falavam sobre cursos superiores era balela, e aquele sonho de ganhar um bom salário começou a ir por água a baixo.

Torrei todas as minhas economias e um pouco do meu pai para pagar aluguel e as despesas básicas. O curso eu não paguei porque cursei em uma universidade pública. Quando eu me formei eu mudei de cidade. Fui para a capital (Belo Horizonte) com a esperança de arrumar um bom emprego, mas já estava ciente que o salário não era tão bom. Só que pela minha pouca experiência não conseguia ser contratado.

Mesmo indo bem nas provas aplicadas pelas empresas. A desculpa era sempre a mesma. "Você foi bem na avaliação, mas tem pouca experiência". Eu já estava ficando nervoso e já estava respondendo: "Se ninguém me dar uma oportunidade nunca vou ter experiência suficiente". Eles davam aquele sorriso sarcástico. Já estava ficando muito triste com a situação e jurei que não voltaria para roça, mas se não conseguisse nada voltaria e recomeçaria. Mudei meu currículo e consegui um trabalho de peão em poucos dias e durante esse emprego ia em algumas entrevistas de empregos da minha área.

Durante esse período que estava procurando emprego na minha área pensava que o pessoal estava tendo preconceito por eu ser de outra região, mas tirei isso de cabeça. Acredito que esse pensamento era por causa das dificuldades.

Eu trabalhei uns 6 meses de peão e consegui dois empregos na minha área ao mesmo tempo, então escolhi um que era mais o meu perfil. Depois desse emprego nunca tive mais dificuldade em conseguir outros empregos. A experiência me ajudou muito e também por eu ser um programador razoável. Dispensei muitas oportunidades depois de conseguir um bom currículo.

Só que tinha uma coisa que estava muito me deixando desanimado e, isso era o salário baixo. Então, eu decidi estudar para concursos com o objetivo de conseguir um salário melhor e hoje eu sou servidor público. Não era o que eu sonhava, mas comecei a dançar conforme a música e não ficar reclamando por aí.

O que eu aprendi durante esses anos que você deve dançar conforme a música e parar de tentar de lutar contra o sistema. Se eu tivesse conhecimento que tenho hoje, eu não tinha feito curso superior, no máximo estudado para um concurso quando resolvi sair da roça. 

Não sei como estaria hoje caso eu não tivesse saído da zona rural, poderia estar na pior ou melhor que hoje. Só sei que eu só comecei a ter algum retorno depois de 10 anos. Com 28 anos eu tinha menos patrimônio em comparação aos 18 anos. Durante muito tempo eu reclamava. Quando tinha 18 anos era mais rico do que hoje. Que merda! Só tenho um pedaço de papel (diploma).

O meu conselho é: não seja orgulhoso. Se você fez um curso e não encontra emprego na área, mude. Não fique reclamando. Se for para trabalhar de peão, trabalhe. Um pedaço de papel não faz você melhor. Procure dar a volta por cima. Arrume um emprego, monte um negócio. O importante é ganhar dinheiro. Quem trabalha por hobby é gente rica. Tenho um irmão que fala: "Se varrer rua paga mais, então vou trabalhar varrendo rua e fodas o meu diploma".

Abraços,
Cowboy Investidor

52 comentários :

  1. Realmente Cowboy, não adianta lutar contra o sistema, quanto maior a resistencia do prego, mais pesada será a pancada do martelo. Eu mesmo fiz um curso superior e nem tirei carteira do conselho, atuo em outra área e estou muito satisfeito.
    BH.....
    Um abraço,
    Investidor doméstico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ID,

      Não compensa lutar contra o sistema. É pura besteira. Parabéns por não ficar a mercê de um diploma.

      Abraços.

      Excluir
  2. A frase no final do seu irmao é muito boa. Estou numa situação parecida com a sua no passado, 22 anos numa federal formando pra engenharia civil, a vantagem que percebi que ia dar ruim e ja passei no meu primeiro concurso público, a realidade do mercado de engenharia hoje, além da dificuldade em arrumar emprego o mercado nao ta pagando muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá MA,

      Pois é, meu irmão mandou um fodas para o diploma dele e hoje atua em outra coisa.
      Você fez uma coisa certa. Muito bem.

      Abraços.

      Excluir
  3. Excelente história de vida, é preciso ser proativo, ir sempre buscando e trabalhando para ter oportunidades e ir melhorando a vida com o passar dos anos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá DIL, obrigado.

      Verdade, temos que sempre buscar o que é melhor para a nossa vida.

      Abraços.

      Excluir
  4. "O importante é ganhar dinheiro."
    Independentemente da pessoa teabalhar no que gosta ou não, progredir financeiramente é fundamental.
    Claro que a vida não se resume a ganhar dinheiro. Mas viver uma vida de muitas limitações financeiras é complicado, no fim das contas o dinheiro pode nos dar certa liberdade e autonômia e isso é muito importante.
    Viver duro e viver dependente de alguém, de emprego, de governo etc. O que é ruim.
    Dinheiro usado de forma consciente e sem essas loucuras de querer se mostrar pros outros pode sim fazer a diferença de forma positiva na vida das pessoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Uma pessoa sem dinheiro hoje praticamente é ninguém. Queira ou não, quem manda é o dinheiro.

      Abraços.

      Excluir
    2. Concordo com ambos. E isso é oque sempre falo.

      Direto vejo pessoas mais velhas contando seus causos e suas dificuldades atuais que foram causadas por falta de dinheiro.

      Hoje mesmo um comerciante estava me contando que ele teve uma gastrite e se não fosse um amigo rico bancar ele , ele teria morrido. Esse cara tem 45 anos , tem o comercio dele , o carro , a casa.. MAS PUTA QUE PARIU.. até hoje ele não conseguiu poupar para ao menos fazer uma reserva de emergencia ?

      Excluir
    3. Filho do Chefe, isso é muito comum no Brasil. Pessoas que em alguns casos até ganham bem vivem com dinheiro contado.
      No funcionalismo público acontece muito também. Pode ver que quando algum órgão atrasa pagamento já aparecem servidores dizendo que estão duros, e que não tem condições de arcar com suas despesas.

      Excluir
    4. Olá FC e Anônimo.

      As pessoas querem viverem um padrão acima do permitido e acabam se fudendo.

      Abraços.

      Excluir
  5. É isso ai Cowboy!

    Diploma hoje em dia nem para decorar parede! Antigamente dizem que funcionava, você se formava e tinha emprego. Mas desde que me formei (2007) não é assim não.

    Há vantagens em fazer curso superior, como novos contatos, alguns programas para universitários... Enfim, quando eu fiz abriu minha mente. E o que ela mais me ensinou foi que eu teria que correr atrás se quisesse algo.

    Essa foi a maior lição.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá II,

      Eu nem sei onde está meu diploma. Eu tive alguns contatos na universidade, mas os melhores mesmo foram adquiridos nas empresas que trabalhei. Meus colegas eram igual a mim ou pior. Quase todos sem contatos importantes.

      Abraços.

      Excluir
    2. Diploma pra que? os formados sabem menos que quem nao é...é tudo psicologico

      Excluir
    3. Concordo com você Anônimo.

      Abraços.

      Excluir
  6. SEMPRE QUIS SAIR DO INTERIOR PQ LÁ NAO TINHA INTERNET, NAO TINHA TECNOLOGIA......E HOJE VEJO QUE LÁ TEM TUDO ISSO E MAIS TRANQUILIDADE...NASCI NO TEMPO ERRADO MESMO, DEIXEI TODAS TERRAS PRO MEU IRMAO E VIM PRA CIDADE...AGORA ELE TA COM TUDO O QUE EU QUERIA DE TECNOLOGIA E INTERNET E ALEM DISSO TEM DINHEIRO E EU NADA....BOSTA MESMO VIU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      Hoje na zona rural não está muito diferente da cidade em comparação a tecnologia. Meu objetivo é voltar para a roça quando atingir a IF.

      Abraços.

      Excluir
  7. Melhor post da Finansfera desse mês.

    Falou tudo Cowboy , também penso da mesma maneira , sem tirar uma virgula.

    Hoje se eu saísse da empresa do meu pai onde estou bem , eu com certeza não faria faculdade.

    Eu tentaria arrumar algum emprego braçal que ganhe mais que muitos diplomadinhos. Não ira atras de sub-emprego também porque esses só servem para pagar as contas básicas , você precisa de mais se quiser vencer. Embora mesmo um Sub emprego já é alguma coisa porque é um começo e através daquilo ali você pode engajar outro , como você mesmo fez.

    Voce citou o concurso publico , acredito que a situaçao que nos encontramos hoje , concurso está saturado até demais e tenho percebido que principalmente os de nivel médio de prefeituras municipais estão pagando salários minimos. Então ta feio para qualquer lado.

    Mas enfim , as pessoas realmente tem que acordar para a realidade e enchergar que no final oque importa é o dinheiro , o quanto voce tem poupado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Finalizando . Eu só faria uma faculdade hoje para curtir mesmo ( que é oque 90% que está lá faz) Não tem lugar melhor para farriar e fazer sexo com lindas garotas do que na faculdade.

      Se eu alcançar minha IF um pouco mais cedo , pretendo fazer uma com esse intuito , me divertir e aproveitar haha. Além do conhecimento é claro.

      Excluir
    2. Olá FC,

      Obrigado pelo comentário.

      Tem muita gente ganhando dinheiro trabalhando em serviços que não precisa de diploma. Faculdade é besteira. Nem precisa fazer para pegar essas mulheres. Você lendo por fora terá mais conhecimento do que fazer cursos.

      Abraços.

      Excluir
  8. Quando falo de empregos braçais , estou falando de Mecanicos , Borracheiros , caminhoneiros de estrada. Esses caras não tiram menos de 3k por mes. é só saber trabalhar sem preguiça de trabalhar feriados e finais de semana ou até 22h da noite .

    Obvio que tem os empregos braçais que o cara ganha salario minino , como orelha de pedreiro ou peao de fazenda.

    Até peao de fazenda se o cara for inteligente ele ganha bem. Tem um cara aqui na minha cidade que enves de trabalhar para um cara só , ele faz diárias e cada diária é 100 conto , ele trabalha der segunda a sabado , 600 por seamana , fora uns serviços extras como "morchar chifre de boi"


    Então eu digo o seguinte, além do cara ter que ter disposiçao para trabalhar , ele tem que ser inteligente para trabalhar nos trabalhos certos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FC,

      Esses tipos de empregos pagam muito bem. Pedreiro ganha muita grana e é uma profissão fácil de aprender.

      Abraços.

      Excluir
  9. Prego isso a muito tempo. Primeiro trabalhar e por dinheiro no bolso. Se é "na área" ou não é o que menos importa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá CF,

      O negócio é dinheiro no bolso. Concordo com você.

      Abraços.

      Excluir
  10. Concordo Cowboy, hoje o curso de medicina é o único que ainda garante certo nível de renda elevado para o graduado... em qualquer outro caso a pessoa tem que continuar a se especializar, estudar e correr muito para se destacar e conseguir boas oportunidades.

    No caso de recém formados a dificuldade é ainda mais gritante, sendo insana essa exigência de experiência. Conheço casos de pessoas que aceitaram trabalhar por qualquer salário apenas para colocar alguma experiência no currículo.

    Acredito que trabalhos técnicos especializados sejam uma boa alternativa à educação superior tradicional, ainda mais se a pessoa pensa em morar fora do Brasil.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ReinBrazil,

      Como o pessoal fala por aí. "Só medicina salva".
      Recém formado sofre demais. Pedem muita coisa e pagam um salário de merda. É bem melhor fazer um curso tecnólogo ou técnico mesmo. Ficar 4, 5 anos em faculdade é perda de tempo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Em questão de poucos anos teremos uma enxurrada de formados em medicina no mercado. Conheço muitas pessoas que estão estudando na argentina (só de uma família tem 2 irmãs e um irmão, por exemplo).

      Mas há muitos em outros países latino-americanos, Bolívia e Colômbia, principalmente.

      http://olaargentina.com/ola-brasilena-a-verdade-sobre-estudar-medicina-na-argentina/

      https://calle2.com/a-migracao-brasileira-por-cursos-de-medicina-baratos/

      O CFM fez lobby e conseguiu barrar a abertura de novos cursos, mas os atuais já são suficientes para inundar o mercado nos próximos 10-20 anos. Vai acontecer com os médicos o mesmo que aconteceu com os dentistas nos últimos 20 anos, podem escrever e me cobrar.

      Mas não muda nada, quem for bom profissional e não tiver medo de botar a mão na massa vai estar melhor que os preguiçosos, em qualquer circunstância.

      Excluir
    3. Eu conheço uma pessoa que tem uma irmã que faz medicina no Paraguai. E lá está cheio de brasileiros, pois é barato o curso.

      Excluir
  11. cara, meu diploma só serviu para fazer concurso na área jurídica.
    por causa disso ganho uns 4 mil a mais do que quem tem apenas ensino médio.
    com a pós graduação ainda ganha uns trocados a mais.
    depois de ler seu texto, decidi parar de reclamar.

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá ST,

      Pelo menos seu diploma serviu para ganhar mais. É isso aí. Esse negócio de ficar reclamando não ajuda em nada.

      Abraços.

      Excluir
  12. Excelente texto Cowboy, concordo com cada linha. Sou exemplo disso, na minha vida inteira trabalhei menos de 3 anos na minha área de formação e foi mais por fetiche mesmo. O dinheiro que fiz foi empreendendo e hoje trabalho braçal aqui em Portugal ganhando mais que grande parte dos formados.

    O que pouca gente esquece é o custo de oportunidade envolvido com faculdades, são 4 ou 5 anos perdidos, onde vc poderia tá fazendo dinheiro, que no fim das contas é o que importa. Após formado tem o custo emocional de arrumar um emprego, aprender a profissão (pq via de regra faculdade e nada é a mesma coisa), se consolidar, etc... Quase nunca vale a pena, diria que só medicina mesmo, e no longo prazo pq o custo envolvido é absurdo.

    Abraço!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Corey pelo comentário. Bom que você foi experto e não ficou correndo atras de serviço na área. Esse negócio de ficar ficar vários na faculdade é bem complicado. Eu mesmo perdi muito tempo e dinheiro com isso.

      Abraços.

      Excluir
  13. As pessoas confundem "Quem é você" com "O que você faz".
    Quem é você? Eu sou médico. Não sua anta, isso é o que você FAZ.
    Essa simples confusão geram diversas egotrips. Medicina sim salva por hora, agora eu tenho notado cada vez mais cursos de medicina pipocando por aí, mais dia, menos dia, vai saturar igual a Odonto. OU no futuro distante vai ser substituído por um computador com o Watson ou algo do tipo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá CP,

      O povo gosta de status. Essa é a verdade. É verdade, acredito que medicina vai virar um curso comum daqui a uns anos. Hoje muitos softwares estão substituindo muitas profissões.

      Abraços.

      Excluir
    2. Pra piorar muita gente além de status, gosta de mandar nos outros, não fazer nada, delegar e depois colher os resultados.
      Esses não se criam no serviço braçal.

      Excluir
    3. Olá Anônimo,

      É verdade. Tem gente que quer ser o tal e ficar mandando nos outros. Conheço muitos assim.

      Abraços.

      Excluir
  14. Sou um rebelde por natureza e particularmente odeio a musica que está tocando... por isso não danço!rs Sinceramente não sei que sofre mais, aqueles que desistem e dançam conforme a musica (mesmo não gostando dela) ou aqueles que tentam mudar a musica "à força".


    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr. IF365,

      Ficar batendo cabeça por causa de uma profissão que não vale mais a pena é besteira. Perda de tempo. A pessoa deve procurar novos ares. Você mesmo trabalha como piloto porque ganha bem, mas você sempre reclama. Então, está trabalhando só por dinheiro. E isso é o que a maioria faz.

      Abraços.

      Excluir
  15. Texto FODA, nada a acrescentar. Se as pessoas aplicassem a energia que gastam reclamando fazendo algo para melhorar de vida, estariam muito melhor de vida.

    "Com 28 anos eu tinha menos patrimônio em comparação aos 18 anos"

    Discordo. Vc até podia ter patrimonio financeiro menor, porém o patrimônio intelectual era muito maior. Vc só está no seu cargo agora ganhando o que ganha por causa do seu diploma.

    Abraço e parabéns pelo ótimo post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário IC,

      Em relação a patrimônio financeiro sim. Sim, eu usei o curso para conseguir o cargo atual, mas tive que ralar muito para isso. E cá entre nós, em faculdade a gente não aprende quase nada e se não estudar por fora o cara está fodido.

      Abraços.

      Excluir
  16. Excelente post, pela sua história você já pode se considerar um vencedor! Parabéns!

    Te adicionei.
    Abs e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PF,

      Obrigado pelo comentário. Pois é, eu consegui algo, mas estou buscando mais. Não me considero um cara tão vencedor.

      Vou adicionar você.

      Abraços.

      Excluir
  17. Fala CI,

    Só li verdades, muita reclamação e pouca transpiração da grande maioria.
    Eu cursei universidade pública e dps de formado trabalhei 5 anos na "minha área", salário baixo, poucas oportunidades se vc não ficar babando ovo(coisa q me recuso a fazer) puxando saco de diretor e gerente, enfim, para mim não vale a pena ficar empregado e ganhar nem a metade do que ganho hoje empreendendo.

    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PM,

      Obrigado. O povo gosta muito de reclamar e não levanta da cadeira para mudar nada na sua vida. Também não sou de ficar babando ovo de ninguém.

      Abraços.

      Excluir
  18. Olá cowboy, refletindo um pouco sobre o que vc disse e levando em consideração meu início de carreira:

    Meus primeiros 3 anos foram um lixo, pulei pra umas 3-4 empresas. Salários horríveis. Desânimo total. Já tinha chegado ao ponto de começar outra faculdade, achando que o erro era o meu curso.

    Então começaram as aprovações nos concursos. Percebi então que o erro era o Brasil mesmo. Um país feito às avessas, que te obriga a ir para a esfera pública para ter um salário decente.

    Sim porque para pobre só tem uma salvação, estudar e passar num concurso bom. Poucos são aqueles que sobrevivem dignamente no privado. Um salário bom no privado é sinonimo de viver para a empresa.

    Essas são as regras do jogo e como voce disse, o jeito é dançar conforme a música.

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PF,

      É verdade. Eu trabalhei em muitas empresas e elas pagam sempre um salário baixo. Então, nesse caso uma salvação para o pobre é o concurso público, infelizmente.

      Abraços.

      Excluir
  19. Parabéns pelo post Cowboy, voce sem duvidas é um dos que mais agrega conhecimento na blogsfera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo, muito obrigado pelo comentário e por acompanhar o blog.

      Abraços.

      Excluir
  20. Investidor de trocados11 de agosto de 2018 22:34

    Deixo também registado minha experiência. Quando conclui o curso técnico consegui emprego na minha área numa boa empresa, uma certa vez foi nos passado um projeto para desenvolver um sistema de RH da própria firma, junto com a documentação veio a planilha de cargos e salários, foi uma decepção quando vi os valores do meu chefe imediato, de um supervisor geral e da galera com 5, 6 anos nesse trabalho, ganhando um pouco a mais que um moleque recém formado em curso técnico. Em paralelo com o serviço comecei a estudar para concurso, até conseguir um cargo administrativo de nível médio, acho um tédio, uma chatice, mas continuo nele por ter salário/benefícios melhorzinhos. Comecei a fazer superior em TI ano passado e diversos cursos por fora, vamos ver no que vai dar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IT,

      É a realidade brasileira. Salários muitos baixos. Onde trabalhei os salários eram muito baixo para o pessoal mais velho e com muita experiência.

      Desejo sucessos na sua jornada.

      Abraços.

      Excluir
  21. Cowboy, a sua história é um belo exemplo de força de vontade e determinação.
    A capacidadende dar a volta por cima e se adaptar diante das adversidades são características valiosas.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PnB,

      Obrigado pelo comentário. Temos que sempre tentar dar a volta por cima. Não podemos ficar sentado e reclamando.

      Abraços.

      Excluir