segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Não ter suporte para trabalhar é uma desgraça

Para quem não sabe. Eu trabalho em um órgão público como programador. Meu cargo é analista de sistemas, mas a minha atuação é desenvolver sistemas novos e dar manutenções nos que já existem. Para que um sistema seja desenvolvido há vários processos a executar, por exemplo o levantamento e especificação de requisitos, entre outras até que chega o momento da programação em si.

Para quem trabalha, independente da área, o processo é uma das coisas mais importantes, caso esteja algo errado nisso o trabalho vai sair errado, vão ter vários remendos e altos custos. Só que um processo bem elaborado é um sonho de muitos trabalhadores, pois muitas das vezes isso não acontecem e acabam prejudicando o trabalho.

Estou abordando isso porque onde eu trabalho não tem nada de processo. Tudo é feito na raça, não tem ninguém para especificar, pouca mão-de-obra, ou seja, não tem suporte necessário. Uma coisa que me deixa nervoso é ficar fazendo retrabalho, acrescentado algo toda hora num sistema porque a pessoa que pediu esqueceu ou não sabe o que quer na hora do levantamento dos requisitos. Toda semana há mudanças, coordenadores, diretores, sendo trocados. Nada vai para frente.

Até temos uma metodologia, mas o problema é que ninguém executa. E trabalhar de forma errada acaba fazendo a gente ficar nervoso mesmo que o salario seja bom. Uma das coisas que fazem as pessoas não gostarem do seu trabalho está na forma de trabalhar, no processo. Pelo menos eu sinto isso. Um processo mal feito fazem com que seu trabalho não evolua.

Já trabalhei em várias empresas, poucas tinham um processo bem definido. Outras eram todas bagunçadas. Nesse caso, a empresa tem um custo enorme  nos seus produtos, e caso isso não seja corrigido a falência é eminente. Para quem já assistiu o "Sócio" (exibido pelo canal History), vê que o Marcus Lemonis apresentador e empresário fala muito em processo. E que pessoas, processo e produtos são um dos pilares para a empresa ter sucesso.


Como é na sua empresa? Você que é empresário, empregado, como é o processo aí?

Abraços
Cowboy Investidor


23 comentários :

  1. Olá cowboy, no meu órgão, o pessoal de Ti desenvolveu o sistema interno, sempre dá alguns problemas, o gestor atual é bem solicito é sempre colocando atualizações no mesmo, bem diferente do outro gestor de ti que não era tão humilde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BF,

      Pois é. O problema aqui é que as pessoas não sabem o que quer e é bagunçado.

      Abraços.

      Excluir
  2. ae cumpadi, onde eu trabalho tem até alguns processos mas aí vc vai no cliente e é aquela zona. E o cliente tem sempre razão. IF é a solução. Até rimou. abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vagabundo,

      A IF é a solução mesmo. Esse negócio de trabalhar passando raiva não dá.

      Abraços.

      Excluir
  3. Ola CI.

    Eu sou fa e uso muito prototipagem e agora desenvolvo SEMPRE em Agile, logicamente em projetos de software, reduzindo estes problemas.

    Concordo que desanima quando ha muitas mudanças.

    Abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDC,

      O pessoal aqui fala em usar essas coisas, mas ninguém aplica. Como órgão publico não visa lucros eles estão pouco se lixando.

      Abraços.

      Excluir
  4. COMPLICADO ISSO. Já passei por isso em uma empresa que trabalhei há um tempo atrás. Para não me estressar, imprimi em uma tira de papel a frase: "FOCO NO OBJETIVO PRINCIPAL". Eu sabia que o objetivo principal era a IF e meus negócios pessoais. Toda vez que aparecia algo para me tirar do sério, estava na minha frente aquele papel, o que me fazia lembrar que aquele trabalho não era meu objetivo principal, logo não deveria perder os cabelos por causa dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poi é SB,

      Eu também estou fazendo de tudo para não me estressar. Estou tentando trabalhar de boas e quando atingir a IF eu sairei.

      Abraços.

      Excluir
  5. Trabalhei em um lugar muito dependente da TI, onde após anos sendo tratados como trouxas o chefe deu ordem que só seriam executados trabalhos solicitados através de um sistema com ordem de prioridade e urgência. Qualquer coisa, desde "aqui ficaria mais prático um botão" até "meu mouse não está funcionando" obrigatoriamente ia pra essa lista de jobs.
    A vida dos caras melhorou demais. Se alguém viesse com modificações teria de esperar, uma vez que programar não é como simplesmente montar um cenário como no editor do tony hawk 2.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poi é CF,

      Isso que o chefe fez foi legal. O problema que aqui sempre estão mudando as pessoas. Aqui as vezes faço sistemas que nem foi usado. Foi jogado fora, pois o o diretor foi exonerado e o que entrou não tinha interesse em usá-lo. Aqui se joga muito dinheiro fora. Dinheiro que é do povo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Se programar fosse que nem o editor de Tony Hawk 2 seria muito mais divertido. Eu iria adorar! hahahah

      Excluir
  6. Esse é um problema típico de muitos Ministérios, onde não há definição de um planejamento de TI e se há é apenas pró-forma.

    A alta gestão não se engaja no sentido de definir as prioridades de TI (que deveriam ser estabelecidas por meio de um Comitê de TI) e acaba que as diversas Secretarias/Departamentos/Diretorias vão conseguindo que suas demandas sejam atendidas na base do grito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SM,

      Isso é verdade. Vai mais com a base do grito mesmo.

      Abraços.

      Excluir
  7. É Cowboy, triste isso...

    E concordo com esta sua frase;

    "Uma das coisas que fazem as pessoas não gostarem do seu trabalho está na forma de trabalhar, no processo"

    Aqui onde trabalho não foge muito disso ai não...

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá II,

      Aqui também, vejo que vai continuar assim por muito tempo.

      Abraços.

      Excluir
  8. Fala Cowboy!

    Não sou especialista em TI. Então minha visão pode ser míope quando aplicado ao seu segmento especificamente. De qualquer forma, vou deixar os meus 2 centavos.

    Enquanto não existir uma pressão (verdadeira) no funcionalismo público, onde o pescoço do servidor será exposto a mostra após a falta de resultados, não haverá mudanças.

    Estes relatos que você mencionou não são exclusividade do setor público. A diferença, no entanto, é que no setor privado existem resultados à serem alcançados. E se eles não forem - não importa o método que for adotado - cabeças rolarão.

    Portanto, as pessoas quando se sentem pressionadas, acabam encontrando formas - as mais incríveis possíveis, por sinal - para resolver os problemas mais insolúveis em épocas de segurança e conformismo.

    Agora, se eu vejo saída no curto prazo? Não. Médio prazo? Não. Longo prazo? Um resquício. Mas isto é assunto para outro momento.

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá TR,

      Você tem razão. Não vejo que isso aqui vai mudar tão cedo. Como eu não consigo mudar isso, vou tentar para melhorar pelo menos um pouco e trabalhar mais com tranquilidade.

      Abraços.

      Excluir
  9. Olá Cowboy Investidor.
    Eu também trabalho em um órgão público e confesso que muitas vezes falta material, organização, e vontade da chefia. "Só" isso já é suficiente pra deixar qualquer um desanimado pra trabalhar. Com essa contenção recente do governo Federal, ficou pior ainda!

    Lembro de tempos outrora quando havia verba, e boa vontade de quem podia proporcionar esse suporte. A vontade pra trabalhar vinha naturalmente.

    Também acrescentaria nessa lista de suporte, o incentivo motivacional pra trabalhar. Sem ele, a tendência é se acomodar no cargo.

    Acompanho seu blog há um bom tempo.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SP,

      Isso é verdade. Obrigado pelo comentário e por me acompanhar.

      Abraços.

      Excluir
  10. Trabalhar na esfera pública é muito difícil. Muita burocraria, marasmo, falta boa vontade e administração decente.

    Às vezes até me pergunto "eu fiz prova para trabalhar nessa merda aqui mesmo?". Acho que vc também deve se sentir assim algumas vezes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aportador,
      Verdade isso. Penso assim.

      Abraços.

      Excluir
  11. Investidor de trocados29 de julho de 2018 18:04

    Olá Cowboy andei lendo vários textos seus, gostaria de perguntar algo relacionado a sua área: TI.
    Hoje guardo em média 20% do meu salário todo mês, porém, trabalho concursado de nível médio na área administrativa, mas infelizmente não posso aumentar minha renda, a não ser prestando outro concurso, vou confessar que me acomodei no meu cargo, literalmente parei no tempo, só agora comecei a fazer um curso superior de analista de sistemas...
    Uma das formas que pensei para aumentar minha renda, foi aprendendo uma nova profissão paralela ao emprego público, como programador ou desenvolvedor de sistemas, pois tenho curso técnico na área (feito há 10 anos), para inicialmente fazer freelances ou pequenos serviços de programação (futuramente até trabalhar no exterior) gosto de sonhar rs
    Chequei a trabalhar na área por 3 anos numa empresa quando concluí meu curso téc., participei em alguns projetos, porém, usando linguagens e técnicas que acredito já nem utilizarem mais hoje.
    Além, dessa experiência prática antes de ser servidor, também venho a um tempo fazendo um Gerenciador Financeiro para uso pessoal no controle dos gastos, receitas e investimentos, com gráficos, tabelas, relatórios, importação dos extratos das contas bancárias para classificar os lançamentos, mais como um hobiee, mas tudo nessa linguagem "obsoleta", no Delphi 6 e Firebird.

    Que cursos ou linguagens você indicaria para alguém que já tem essa noção, mas deseja ser um programador mais "moderno"? Na sua visão como profisional da área, o que no minimo um desenvolvedor precisa ter conhecimento para ser contratado hoje? pois vejo anúncios de vaga pedindo 1000 requisitos, acho difícil em se tratando de Brasil, ter tantas pessoas que vão atender a tudo aquilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IT,

      Parabéns pela dedicação nos estudos. Como você ja sabe programar e aprender outra linguagem é bem fácil. O que está na moda hoje é a linguagem python, mas java, PHP ainda tem muito emprego. No meu ponto de vista: estude python e seu framework mais usado, Java para web e PHP e um framework. Dá uma procurada na internet e veja quais dessas linguagens tem mais vagas e estude uma dela mais a fundo e um framework mais utilizado (não sei qual é).

      Qualquer dúvida é só perguntar.

      Abraços.

      Excluir